pt:lang="pt-PT"
1
https://www.panoramaaudiovisual.com/en/2020/01/20/palacio-de-deportes-martin-carpena-malaga-transforma-gala-goya/

Mais de 350 profissionais trabalham 24 horas por dia distribuídos em 3 turnos para transformar o pavilhão esportivo em um grande auditório com uma bancada extra com capacidade para mais de 500 pessoas. O espaço será presidido por um palco de 580 metros quadrados rodeado por uma estrutura autoportante que suporta um teto técnico de 20 toneladas a uma altura de 15 metros.

Montagem do Pavilhão Martín Carpena para os Prêmios Goya 2020 (Foto: Ana Belén Fernández / Academia de Cinema)

o academia de jantar começa a semana em que o 34ª edição dos Prêmios Goya com a conferência de imprensa dos apresentadores da gala, Silvia Abril y André Buenafuente, e o presidente da Academia de Cinema, Mariano Barroso, que revelou na segunda-feira alguns detalhes da cerimônia, que acontecerá no dia 25 de janeiro no Palácio Desportivo José María Martín Carpena de Málaga.

O presidente da instituição anunciou nesta segunda-feira que, pela primeira vez, os Prêmios Goya poderão ser acompanhados ao vivo por meio de algumas telas instaladas fora do Palácio Martín Carpena. O tapete vermelho também estará localizado nas proximidades do local para que o público tenha acesso aos indicados e profissionais do nosso cinema que estiverem na gala. Um espaço que fará pulsar a atmosfera que se viverá neste ponto de encontro entre o povo de Málaga e os protagonistas do grande festival de cinema espanhol.

Abril e Buenafuente falaram sobre como vão explorar o espaço Martín Carpena para gerar um grande show. "A gala vai ser um espectáculo visual e tanto", prometeram os maestros, que adiantaram as actuações musicais dos Uma linha de coro com Antonio Banderas, o britânico Jamie Cullum, e Ana Mena e Rayden, que estarão a cargo da abertura, da qual participarão os apresentadores. A homenagem ao Goya de Honor terá ainda um sotaque musical com Amaia, que admira Pepa Flores e passou a cantar para ela, e Célia Flores, que também terá um papel de destaque na homenagem à mãe.

Apresentação Goyas 2020 (Foto: Alberto Ortega / Academia de Cinema)Mariano Barroso colocou números no desafio técnico de transformar o Palacio de Deportes num espaço adequado para uma cerimónia de entrega de prémios. “Mais de 350 pessoas estão trabalhandos 24 horas distribuídas em 3 turnos. Foi construída uma arquibancada com capacidade para mais de 500 pessoas. O espaço é presidido por um palco de 580 metros quadrados rodeado por uma estrutura autoportante com 10 pés que suportam uma cobertura técnica de 20 toneladas a uma altura de 15 metros. Foram instalados 20 geradores de corrente que alimentam mais de 4.000 metros de cabo de ligação à distribuição de energia que se distribuem em mais de 50 painéis elétricos distribuídos pelas instalações para servir a gala, photocall, camarins, catering, salas e escritórios de produção. Na área da decoração vão ser instalados mais de 6.000 metros quadrados de alcatifa, quase 4.000 m² de tecidos, cortinados e reforços têxteis”, explicou o presidente, antes de adiantar que “tudo estará pronto para o dia 25 de janeiro e quatro dias depois, dia dia 29, o Unicaja volta a jogar no seu campo... como se nada tivesse acontecido”.

"O espaço Tem sido um desafio criativo para nós.“, reconheceu Buenafuente, que, junto com a Abril, optou por combinar aspectos tecnológicos com a emoção dos vencedores e indicados. “Vamos tentar fazer com que os ecrãs tenham um papel fundamental no cenário, mas temos de antever o lado humano”, assegurou a apresentadora, que só tem duas linhas vermelhas “o bom senso e o sentido do espectáculo. Estamos muito alinhados com a Academia. Você tem que saber quem você é, e não fazer nada que não vá com você, saber com quem você faz e porque você faz”.

Felizes em repetir como apresentadores, Abril e Buenafuente destacaram a viagem conjunta da Academia de Cinema e O telhado, as equipas de ambas as entidades e a maturidade do cinema espanhol, factores que vão tornar possível a dimensão desta cerimónia de entrega de prémios, "única no nosso país", pela qual recebem muito carinho. “As pessoas estão entusiasmadas por você estar lá apresentando e nós estamos entusiasmados com isso. Vamos ao festival de cinema com grandes amigos”, comemorou Buenafuente, enquanto a Abril garantiu que “o telespectador já conhece o nosso tom, não estamos aqui para dar trabalho a ninguém”.

Montagem do Pavilhão Martín Carpena para os Prêmios Goya 2020 (Foto: Ana Belén Fernández / Academia de Cinema)

Gostou deste artigo?

inscreva-se no nosso feed RSS e você não vai perder nada.

Outros artigos sobre , ,
Para • 20 Jan, 2020
• Seção: cine, Eventos